Filosofia

filosofia O filósofo investiga e questiona a essência e a natureza do universo, do homem e de fatos, por meio de análise, reflexão e crítica. Ele estuda as grandes correntes do pensamento e a obra dos filósofos. Reflete sobre questões éticas, morais, políticas, metafísicas e epistemológicas, além de buscar compreensão teórica de conceitos, como os de espaço, o tempo e a verdade. Pode fazer pesquisas e presta consultoria para instituições científicas, artísticas ou culturais. E é habilitado a implantar projetos educacionais em escolas e empresas.

Mercado de Trabalho

A obrigatoriedade da disciplina no ensino médio, em todas as escolas particulares e públicas, ajudou a expandir o mercado para o licenciado em Filosofa em todo o país. E ainda há demanda dessa mão de obra nas regiões Norte e Nordeste do país. Para os bacharéis, a docência em universidades ainda é um caminho natural. Mas o campo de atuação se amplia. Com domínio de línguas estrangeiras, por exemplo, o bacharel em Filosofa pode concorrer a bolsas de pesquisa em universidades ou trabalhar no ramo de tradução de obras clássicas. A formação em Filosofa pode ser o diferencial competitivo em carreiras como as de jurista, psicólogo, neurocientista e linguista. Graduados em Filosofa são requisitados para atuar em grupos interdisciplinares de pesquisa em ciências cognitivas e neurociências, bem como no campo da bioética - que estuda as questões éticas surgidas, principalmente, do avanço das ciências biológicas e médicas. Os bacharéis também encontram trabalho em instituições culturais do governo ou naquelas mantidas por ONGs e pela iniciativa privada.

093-filosofia

Curso

Prepare-se para ler e escrever muitas dissertações e monografas, além de participar de seminários e palestras. É preciso mergulhar de cabeça em obras de mestres como Platão, Kant e Hegel. No primeiro ano, o currículo é fundamentado em matérias básicas, nas quais você estuda introdução à filosofa e filosofia geral. No decorrer do curso, entram as disciplinas temáticas, como história da filosofia, lógica, teoria do conhecimento, filosofia da ciência e da linguagem e filosofia política. No caso das licenciaturas, o currículo ainda possui disciplinas pedagógicas. É exigido trabalho de conclusão.

Duração média: 4 anos.

O que você pode fazer

Crítica Analisar obras artísticas, escrevendo artigos. Analisar a sociedade em questões éticas e políticas.

Ensino Lecionar em escolas de ensino médio, com licenciatura. Para o ensino superior, é preciso ter pós-graduação.

Pesquisa Desenvolver estudos acadêmicos sobre diversos temas nas áreas de lógica, filosofa da ciência, ética, estética, filosofa da arte ou da política, entre outros.

Quais são as áreas de atuação para quem faz Filosofia?

O filósofo é o pensador que se debruça sobre questões da ética (o bem e o mal), estética (o "belo"), epistemologia (formas e natureza da produção de conhecimento) e da política. A partir da especulação e da argumentação, o filósofo busca destrinchar a natureza e as condições das ideologias, dos valores humanos, da "verdade", das ciências, das relações humanas.

Disparadamente a maior área de atuação é o ensino de filosofia, tanto no ensino médio como no ensino superior. Para ser professor de ensino médio é necessária a licenciatura. Para lecionar em faculdades o graduado deve realizar estudos de pós-graduação (mestrado e doutorado). A rede privada de ensino em geral remunera melhor o professor que a rede pública. Na pública o salário base gira em torno de R$ 950,00 por 24 horas semanais. No ensino superior a remuneração é maior.

Outras possibilidades são trabalhar com crítica de arte / literatura, produzir e editar textos reflexivos sobre temas pertinentes à área e eventualmente em empresas e instituições que desejem refletir sobre aspectos éticos. Porém essas são oportunidades muito diminutas. Uma opção para ampliar as possibilidades de remuneração é buscar a graduação paralela em outras áreas correlatas, em função de seu interesse.

Fonte:Guia do Estudante